sexta-feira, 24 de abril de 2015

O Vídeo do Fim do Mundo


Infelizmente, começo o novo post do blog com uma notícia muito ruim. Muito ruim mesmo. Assim, péssima. E você vai se sentir mal ao final deste parágrafo. Talvez até precise de terapia, sessões de Reiki ou comece a frequentar um culto. Mas não posso deixar de informar esta triste notícia. Hoje é 24 de abril. O que só pode significar uma coisa: você se esqueceu de comemorar o Dia da Terra na última quarta-feira.

Eu sei, eu sei! Péssimo. Péssimo. Mas tente pensar positivo. Você tem agora UM ANO para planejar o próximo! Uh, isso deve aliviar a peso na consciência que você sentiu no parágrafo anterior.

Enfim, depois de falar sobre Morte nos últimos dois posts, hoje decidi falar sobre algo mais leve: O FIM DO MUNDO.

Este é o momento perfeito para falar sobre o Dia da Terra e o Fim do Mundo. Ainda é difícil acreditar que algumas pessoas não estejam preocupadas com a situação do nosso país (mais especificamente em SP, ouvi dizer que no Acre tem bastante água. Claro, eles têm problemas maiores, como uma população total de 14 pessoas, que ninguém nunca viu). 


Acho que a despreocupação de certas pessoas seja por terem passado uma vida inteira ouvindo:

1. O Brasil é a maior reserva de água do mundo.
2. Nossos netos não terão água.

Ao ouvir a notícia 1, é apenas natural que você relaxe e pense “Chupa essa, China.” Entretanto, a ideia da notícia 2 é te fazer pensar “Opa! Peraí. Meus netos? Eu deveria fazer alguma coisa.” Mas só o que te faz pensar é “Hum. Danem-se.


A CNN, no início de sua história, produziu um vídeo e o guardou por todos esses anos para que fosse transmitido apenas quando o canal confirmasse o apocalipse. (Eu não estou brincando! É tudo verdade aqui!) E eis o tal vídeo:

video
Provavelmente você não tenha assistido Titanic 28 vezes como eu (completando 29 essa semana graças à FOX), mas ainda assim pode ter notado que a música no vídeo é a mesma que podemos ouvir quando o Titanic está afundando. E isso faz sentido, já que nossa cidade está como o Titanic... afundando. Sem toda aquela água. Sem todo aquele frio (já estamos quase em Maio e está 28 graus lá fora). 


Não importa se você acredita que o Aquecimento Global é uma invenção ou se acha que a crise em SP foi criada pelo governador. Sua opinião não deve sobressair um fato: o planeta está em crise AGORA. O momento de fazer alguma coisa também é agora. :)

música do dia
Ed Sheeran - One

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Meus Palpites Mortais para TWD

Amanhã é 8 de fevereiro, um dia memorável por 3 motivos:

1. O retorno monstro de The Walking Dead

2. A entrega dos prêmios Grammy

3. Meu ANIVERSÁÁÁÁÁRIO!!

Mas, pensando bem, se você veio parar neste post, não foi por causa do meu aniversário ou pra especular que a Taylor Swift vai aumentar a coleção de Grammy's dela. Você está aqui por TWD, que aliás está em uma ótima temporada, e retorna domingo no AMC, para mais 8 episódios.

Este post é pura especulação, sem nenhum fundamento além de uma lógica criada por mim mesmo, sobre possíveis mortes antes da sexta temporada. Claro, esta página está recheada de SPOILERS. Dessa forma, se você não está em dia com a série, sugiro que feche esta aba imediatamente e assista os episódios atrasados de TWD.

(uma observação idiota: você também confunde TWD e TVD - The Vampire Diaries? Quando vejo TWD por aí, eu demoro um pouco pra sacar. Daí, penso: “Estão falando de The Walking Dead, porque ‘vampire’ não é com W, mula.” Hahaha! Você também faz isso? Não?... er, okay, vamos pra especulação.)


Rick Grimes
Chance: 0%
Rick sofre da "maldição do protagonista". É simples, é muito fácil odiar o mocinho da história porque ele é bom, tem princípios e blá blá blá. Mas mesmo que os fãs desejem que ele vire comida de zumbi, não acredito que ele morra nessa temporada.
Aliás, aproveito para defender esse pobre coitado. Rick evoluiu de um corno manso da segunda temporada para um cara que vai morder sua jugular, arrancá-la com os próprios dentes e cuspi-la no chão se você ameaça estuprar o filho dele. E isso é muito legal! Muita evolução ainda pode acontecer.

Karl
Chance: 5%
Todo mundo odeia o Karl. Admita. É a "maldição do coadjuvante irritante que aparece mais do que deveria". Você torceu pra que ele pegasse gripe na prisão, pra que ele fosse comido pelos canibais de Terminus e, no fundo, não achou a ideia de ele ser estuprado tão ruim. (Admita, vai!) Contudo, Rick não tem nenhum motivo pra viver em um apocalipse zumbi sem o filho. Karl morre, Rick morre, série termina. Então, dá pra aguentar esse mini cowboy mais um pouco.




Daryl e Michonne
Chance: 20%
Por que Daryl e Michonne estão juntos aqui? Porque eles são os personagens mais legais da série! Eu não coloco a mão no fogo por ninguém, mas duvido muito que os roteiristas arrisquem isso. Matar o Daryl é perder, pelo menos, metade dos fãs. E Michonne manja dos paranauê, né? Foi a única que conseguiu sobreviver um bom tempo sozinha. Só um zumbi muito Chuck Norris pra dar um fim nela.

Carol
Chance: 40%
Gosto da Carol e do quanto ela evoluiu desde a primeira temporada. Sim, ela me irritou quando fez o elenco perder vários episódios atrás da Sophia (que estava no celeiro o tempo todo, não supero isso!) e quando nos fez acreditar que tinha morrido, mas aquela cena do “Look at the flowers” vai ficar pra história. Carol é gente como a gente.

Maggie e Gleen
Chance: 50%
Acho que Grey’s Anatomy me traumatizou e parei de acreditar em casais que vão ficar bem até o final de uma série... então, há a possibilidade de um deles partir nessa temporada. E, respire fundo, leitor... talvez seja o Gleen. Maggie perdeu a família toda desde o início do apocalipse zumbi. Já que é pra ter tragédia, faz sentido fazê-la perder o Gleen também. À propósito, Hershel morreu no 4x08, Beth morreu no 5x08. Maggie, se você chegar até o 6x08, sugiro que não corra atrás de zumbis nesse episódio, ta? Fique em casa. Jogue Candy Crush. Ou, sei lá, apenas uma ideia muito louca: tome um banho.

Tyreese e Sasha
Chance: 70%
Pra ser sincero, esses dois duraram muito mais do que eu imaginava. E, já que a sinceridade está aqui, eles meio que não têm utilidade, né, galera? Mortes devem acontecer e talvez um deles seja escolhido pelos roteiristas. E se não for pedir muito, que levem a Sasha.

Reverendo Gabriel, Tara, Abraham e Rosita
Chance: 80%
Talvez o reverendo se safe por mais algum tempo, mas é pouco provável que o mesmo aconteça com Tara e Rosita. Principalmente você, Rosie! Metade das pessoas não sabe nem seu nome. Você é carne de zumbi ambulante desde que apareceu.

Eugene
Chance: 95%
Vamos ser sinceros. Eugene é aquele primo atrapalhado que fazia barulho e dava risada quando sua avó tinha acabado de gritar “Eu não quero ouvir um pio, hein!”. Por vários episódios eu torci pra esse idiota escapar ileso, porque “Eugene tem a cura”, “Eugene vai pra Washington salvar a negada”, blá blá blá. E não, tudo mentira! Eugene não tem utilidade nenhuma, atrapalha quem quer viver... e o cabelo dele é horrível e nojento. E isso é muito pesado, estamos falando de um grupo de personagens que não toma banho.

Esqueci de alguém? Tem algum palpite? Discorda dos meus? Fique à vontade para comentar! Obrigado por passar aqui e não se esqueça de assistir TWD. E não to falando de The Vampire Diaries :)


música do dia
R.E.M. - It's the End of the World As We Know It (and I feel fine)

domingo, 25 de janeiro de 2015

Não, não superei!

Acabei de terminar Freakshow, a 4ª temporada de American Horror Story. Não gosto de parecer dramático, mas quero dizer que essa foi A PIOR TEMPORADA DESSA VIDA. Não consegui entender por que detestei tanto, afinal ela tinha tudo o que AHS promete... banhos de sangue, personagens medonhos, mortes e mortes, reviravoltas, atores que cospem quando falam... e só cheguei a conclusão de que odiei porque as mortes aconteceram na hora errada. Alguns personagens viveram demais, outros morreram antes do tempo.

E essa foi minha motivação para escrever este texto. Eu gosto de ser surpreendido, de ver personagens queridos morrerem, mas também demoro pra superar a morte de alguns e não gosto desse sentimento. É contraditório, eu sei, sou estranho. Daí, resolvi criar essa lista, que eu chamo de...

TOP10 – Mortes que eu NUNCA superei!!
(você não deve ter percebido, mas ainda estou tentando não ser dramático)

A lista abaixo não foi organizada por ordem alfabética, de importância, de altura, começando pelo mais bonito, pelo mais burro, nada disso. Fui lembrando e escrevendo. SPOILER ALERT, amigos. Spoilers por toda parte!



1. Jack Dawson (Titanic)
ÓBVIO que esse seria o primeiro que eu lembraria! Não supero, não aceito. Assistir Titanic é pedir pra sofrer, é querer ter feridas cutucadas, é gritar com a Rose pra dar mais espaço naquela porta. Toda vez que eu assisto, recorro ao hábito idiota de torcer pro navio escapar do maldito iceberg. É triste. Passei por isso 31 vezes...




2. Tracy Mosby, a Mother (How I Met Your Mother)
O final de HIMYM é aquele que amamos odiar. É muito mais fácil falar que odiou o final do que aceitar sua genialidade. Ted sempre foi apaixonado pela Robin e, por mais que ela e o Barney formassem um casal AWESOME, era meio óbvio que não daria certo. Além disso, dicas em episódios anteriores ao final indicavam que a Mother morreria. Então... por que ela está na lista? Simples. Foi sacanagem criarem uma personagem tão incrível, tão perfeita para o Ted, tão em sintonia com o enredo da série, apenas para matarem depois! Assistir a cena em que eles finalmente se conhecem, sabendo que ela morre, é demais pra mim.

3. Dobby (Harry Potter)
NÃO! NÃO! E não! Me recuso a explicar por que eu não superei a morte do Dobby em Relíquias da Morte. É inaceitável e pronto.


4. Mike Delfino (Desperate Housewives)
Sim, caro leitor. Essa é a hora em que você ri da minha cara por ter assistido às “donas de casa desesperadas”. Assisti mesmo. E por 8 anos da minha vida, eu disse que era a melhor série da TV. Você tem autorização para rir mais. Ou para sentir pena, a escolha é sua. Enfim, Mike está na lista porque a morte dele foi apenas para chocar o público, mostrar que ninguém está a salvo da morte em DH. E isso é um motivo bastante idiota pra dar um tiro em um personagem que passou anos tentando resolver a vida com a Susan e estava, finalmente, feliz. Roteiristas, o que vocês fumaram?



5 e 6. Lexie Grey e Mark Sloan (Grey’s Anatomy)
Não sei nem o que escrever aqui. Apenas ouvir falar nos episódios 8x24 e 9x01 já me deixa pra baixo. Shonda Rhimes, a criadora da série, adora matar geral desde a terceira temporada, mas derrubar um avião com os personagens principais dentro foi diabólico demais até pra ela. Podem falar o que quiserem, a série não foi mais a mesma depois disso e ainda é difícil assistir aos episódios antigos, sabendo que os dois vão morrer sem conseguir se acertarem.

7. Gwen Stacy (Spiderman)
Nós já sabíamos que isso viria com O Espetacular Homem Aranha 2. E por “nós”, estou falando de mim mesmo e outros geeks que gostam de HQs.
Ainda assim, foi difícil assistir sem saber como os roteiristas encaixariam a morte dela no filme. E será difícil esquecer. Emma Stone estava incrível e Gwen Stacy é mais legal que Mary Jane. Pronto, falei.


8 e 9. Jin & Sun (LOST)
É quase impossível falar de Lost sem balançar a cabeça em negação por causa daquele final horrível, não? Mas vamos lembrar as coisas boas: o roteiro inteligente das primeiras temporadas, as atuações incríveis, a originalidade para contar a vida dos personagens antes e depois da queda do avião e, claro, MORTES! Mortes por toda parte!
Eu poderia mencionar Charlie aqui, mas Desmond já tinha feito a Mãe Dinah e nos avisado da morte dele muito antes, então foi uma superação mais simples e sem terapia. Matar Jin e Sun afogados quando eles finalmente se encontraram depois de duas temporadas separados foi cruel e me faz pensar que foi Shonda Rhimes quem meteu o bedelho.

10. Andrea (The Walking Dead)
Sim, eu gostava da Andrea, apesar de terem deixado a personagem completamente escrota na terceira temporada... e é bem complicado ver bons personagens morrerem, como ela e o Hershel, com tantos outros imbecis, que são praticamente comida de zumbi, sobrevivendo. Não é verdade, Carl?
Enfim, se não resolverem matar o Daryl ou a Michonne, podem vir novos episódios!



Gostou da lista? Achou perda de tempo? Tem alguma “morte mal-resolvida” pra mencionar? É só comentar abaixo :D


música do dia
David Bowie - Life on Mars?

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Happy Halloween!

É uma pena que Halloween não seja uma tradição levada à sério no Brasil, mas a cada ano que passa estamos mais perto de incluí-lo nos nossos calendários. Mais pessoas estão fazendo festas à fantasia nessa época e há crianças que até pedem doces nas ruas. Ou chocolate. Ou dinheiro. Algumas já até aceitam cheques e parcelam no cartão, essas coisas.

Portanto eu tenho esperança que um dia todos aqui irão abraçar essa tradição, decorando suas casas e escolhendo a fantasia dos filhos... afinal, crianças não deveriam ter que escolher o que vestir, e sim, obedecer nossas vontades, certo? E digo mais, quando eu tiver um filho, essa será a fantasia dele para o Halloween:

*-*

Enfim, enquanto o Halloween não toma conta do nosso país, eis uma lista de coisas que você pode fazer para comemorar:

- Assistir filmes de terror

- Se fantasiar e assustar seus pais

- Assistir ao programa da Regina Casé (equivale ao primeiro item da lista)

- Dizer ao seu irmão que ele é adotado

- Fantasiar seu cachorro (ele, assim como crianças, também não tem escolha!)

Um dia tenebroso à todos!



música do dia
The Wallflowers - One Headlight